Os Super Gorrila uniram-se para extrapolar a ideia de arte institucionalizada criada por especialistas para uma fracção muito específica da sociedade.

Através de desvios à retórica quotidiana urbana e de incursões nos diversos mecanismos de representação, os Super Gorrila apropriaram-se do conceito de marketing viral, para estruturar as suas intervenções artísticas, apontando para um espaço social mais alargado e diverso, interrompendo percursos despreocupados com apontamentos cuidados e acutilantes criando o rumor de um novo produto ou serviço, neste caso especifico, Arte.

Uma Arte que procura o encontro, a comunicação e a partilha, que pesquisa variações formais do existente para reinventar, reintroduzir e re-apresentar o mundo ao mundo. Fazer igual mas de outra maneira.

SUPER GORRILA a obrar desde 2009.

supergorrilas@gmail.com

domingo, 15 de novembro de 2009

AA - Aura Artística II


I’m gonna make you mine. I’m gonna make you mine. Porque… agora já podes apanhar choque. Não vem uma faísca? Então é tocar mesmo na grelha. Vou cozer senão nunca mais acabo. Vou colar bigodes no espelho da casa de banho. Tás na cervejinha? Say hey hey, say hey hey hey espelho meu, espelho meu, tem alguém mais peludo (a) do que eu? Foda-se. Ai, isto não podia ter acontecido. Machine! É esta puta que me tá a dar choques. É ao pé da… tás a ver a... Consegues ver se isto está tudo no mesmo circuito? Um prédio exposição na rua… não sei o nome da rua. Tás à vontade? Não? Encaixa. Beijinhos. Mas olha, não vale a pena. Até já. Baby let me give it to you. E a cama já tem sangue meu. Oh pah, foda-se. Porquê? Oh! Isto são os arrancadores. Oh! Isto são as lâmpadas. Sai da casa, 3ª porta, passa pelos altos cromos, não são muito simpaticos, se virem que não serve, fazem birra contigo. Quer o quê? Compre uma ventoinha nova. Os cartazes ficaram altamente impressos! - Uma tarde no estúdio. Nódoas de sangue a cair e a escorrer. Tás a apanhar fragmentos? Do estendal de roupa. Queria um espaço mais aberto. Quero um canto. É essa frase toda? No quarto e na entrada. O manequim? Oh Lord, Oh Lord. Estou? Olá. Estás à porta? Vem cá a Catarina. Dá um trabalhito. Amanha faço um apanhado. Aparafusador. Esta gaveta fica assim. Está-se tudo a desfazer. Hey, tás a ver tipo hello, tipo.. daaaahhh.


2 comentários:

  1. E depois eu é que sou frito!!!

    Vernáculo

    ResponderExcluir
  2. Doideira tão caracteristica de tua pessoa...

    ResponderExcluir